sábado, 25 de fevereiro de 2012

Resenha: Porto Seguro - Danielle Steel

Postado por Gisele Barreto às 15:11 5 comentários
Sinopse: Para Ophélie e Pip, mãe e filha, a vida é só tristeza desde que uma terrível tragédia se abateu sobre as duas, meses atrás. Em busca de um porto seguro para se protegerem dos traumas recentes, elas decidem passar por uma temporada no litoral da Califórnia, onde conhecem Matt Bowles, um homem que, após o divórcio tê-lo afastado dos filhos, passa dos dias pintando à beira-mar. A partir desse encontro fortuito, o trio reunirá forças para seguir em frente e recuperar os pedaços de suas vidas dilaçeradas.

Resenha: Pip é uma garotinha de 11 anos, encantadora, não tem muitos amigos e adora brincar com seu cachorro Moussie. Ophélie é amargurada, triste, deprimida e Matt vive sozinho numa casa na Califórnia e passa seu tempo pintando na praia.
Depois de tanto sofrimento na vida, as duas resolvem passar o verão em Safe Harbour. Porém o comportamento da mãe deixa a menina muito triste e sozinha.
A grande tragédia que pousou em suas vidas trouxe mudanças na relação mãe-filha e Pip tem medo e não sabe o que dizer para sua mãe, que num estado avançado de depressão não come; não fala com a garota; apenas dorme na esperança de poder acordar de um pesadelo e frequenta um grupo de apoio duas vezes na semana.
Pip fica tão solitária que nos dias que Ophélie vai à cidade ela foge de casa para caminhar na praia com Moussie, até encontrar um pintor solitário, magoado e encantador...

Uma amiga me emprestou esse livro e sempre agradecerei a ela por me proporcionar um leitura tão emocionante. 
A autora consegue demonstrar emoções e sentimentos de forma fantástica. A leitura é bastante envolvente e há momentos que é inevitável conter o riso. Pip é tão meiga e doce, e apesar de ser tão nova tem atitudes bastante maduras pra sua idade. Foi a melhor personagem que vi até hoje, sério, me identifiquei muito com ela que me cativou de maneira bem especial.
Matt é um quarentão em ótima forma e além do mais é: pintor, inteligente, solitário, carinhoso, romântico, gosta de crianças - e sim, é minha nova paixão literária não fique triste Patch, voce tem seu lugar =D
Porto Seguro é maravilhoso, e com certeza é uma daquelas histórias que você jamais irá esquecer ;D

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

#divulgação Equinócio - A primavera de Luísa Piras

Postado por Gisele Barreto às 11:09 7 comentários
Oi pessoal, tudo bem com vocês?
Hoje vim divulgar o livro da nossa nova autora parceira. O livro ainda não possui editora e o CafofodaGiih super apoia a sua publicação o/

Lu Piras é uma carioca, advogada que escreve desde muito cedo, sim, aos 15 anos escreveu seu primeiro romance "A rosa".
Morou em Portugal durante 7 anos, e em 2009 resolveu ter uma nova vida no Brasil, e escrever faria parte dessa mudança e nesse mesmo ano escreveu os quatro volumes da série Equinócio: Equinócio - A primavera, Polaris - o Norte, Renascer - o Sol e Missão - o Futuro

Sinopse:A cidade do Rio de Janeiro é o pano de fundo onde a estudante de medicina Clara vive sua rotina diária com a família e os amigos. O que ela não imaginava é que tudo o que acreditava estivesse prestes a mudar, com a visita inusitada de um anjo. As forças do mal ameaçam escravizar a raça humana e, para impedir, o anjo da guarda Nath-Aniel (Nate) vem à Terra, disfarçado de humano, para alertar sua protegida Clara de que sua vida está em risco. Proibido de agir em nome dos humanos e alterar seus destinos, o anjo acaba por se envolver demasiado quando revela a Clara que o pai dela, um renomado cientista, é o responsável pela descoberta que despertou as forças do mal: a fórmula da perpetuação da vida humana (criônica). Toda a missão da legião de anjos celestiais é colocada em risco quando Nate e Clara se apaixonam.

“(…)Para que eu alcance o inatingível e possa provar aos meus sentidos que amar o sobrenatural é natural, Nate precisa amanhecer um lado para que o outro anoiteça. Eu preciso ver o homem que se eclipsa na sombra do anjo.”(Clara)

Palavras da autora: O livro Equinócio - a Primavera é um romance fantástico que mistura à sua narrativa uma pitada de romance cor-de-rosa, água com açúcar (e um pouquinho de limão!), destinada a um seleto público juvenil-adulto que, como eu, sonha com o homem perfeito e acredita no amor eterno. Mas acima disso, este livro foi carinhosamente escrito para aquelas pessoas de alma sensível que procuram ler também o que está nas entrelinhas. A narrativa é permeada de diálogos ricos em conteúdo e, ao longo da história, os personagens vão sendo delineados à medida do ser humano comum, natural, errante. Até os personagens sobrenaturais são assim, pois não se pode imaginar o sobrenatural sem o natural. Todos têm o seu momento na trama e sua evolução acontece ao longo deste e dos outros livros.

Eu realmente amei a capa, e pela sinopse tem tudo pra ser um ótimo livro. E é isso gente, espero que tenham gostado. Desejo um sucesso enorme para a Lu ;D

Quer ajudar na divulgação? Assine a petição online.
Curtam a página de Equinócio no facebook e visitem o site oficial do livro e o blog.




domingo, 5 de fevereiro de 2012

Resenha: O mundo de Vidro - Maurício Gomyde

Postado por Gisele Barreto às 15:21 3 comentários
Oi gente, já tá ficando manjado eu sempre vir explicar porque tô passando muito tempo sem postar no blog, mas tá acontecendo tanta coisa na minha vida... Hoje resolvi trazer a resenha de um livro que eu amei, um dos meus favoritos =D

Até onde pode ir a paixão de uma pessoa por outra? Como, quando e por que começa? Até que ponto pode-se cometer alguma loucura para fazer parte da vida de alguém? Quais as conseqüências da paixão avassaladora incompreendida? Nesse seu primeiro e hilariante romance, Maurício Gomyde retrata o cotidiano de um cidadão normal como tantos que se vê por aí em qualquer canto, tentando responder estas aparentemente simples perguntas. Passeando com extrema facilidade tanto pela linguagem refinada e sutil quanto pela tosca, Maurício Gomyde nos brinda com um livro de leitura fácil e extremamente agradável. - Skoob

Este livro é bem diferente do convencional. Começando pelos nomes dos personagens, intitulados apenas de Ele e Ela.
Ele é um perdedor, não tem nada além de um empreguinho medíocre e um papagaio - que também é despertador -  chamado Horácio, mas que na verdade é uma papagaia.
Por outro lado Ela é a heroína da estória. Perfeita em tudo. 
De início fiquei um pouco assustada com a obsessão d'Ele por Ela. Ele fica doidão, vê a moça no metrô e a partir daí descobre seu número de telefone, local de trabalho e endereço. Achei isso bem psicopata, porque não é normal  - e também nada saudável - uma coisa dessas kkk, mas continuando...
Ele quebra a cara uma vez e a estória toma um rumo bem diferente, pois ele sai de um moço tonto para um completo cafajeste e depois dá outra volta e se torna uma pessoa normal (uma reviravolta e tanto!) Ela também passa por mudanças, mas que são bem mais discretas.
A escrita de Gomyde é bem leve. Há uma fantástica variação linguistíca, pois em alguns momentos  ele nos traz a poesia (principalmente no livro que Ela recebe), e depois avacalha tudo com palavras toscas que têm uma tradução simultânea.
Bastante cômico, O Mundo de Vidro é bem envolvente. O enredo não é apenas de um romancezinho bobo. Tem todo um lado profundo inserido pelo autor.
Enfim, para quem está a procura de um romance leve e engraçado, não deixem de conferir este. 

Beijo ;*

 

Cafofo da Giih Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review